Servidor do DEMIP ameaça apagar Chumbo Grosso


Em um episódio que desafia o bom senso e o respeito, o conhecido repórter de rua Chumbo Grosso encontrou-se no centro de uma briga no pátio da Câmara Municipal de Timon. O pátio do parlamento municipal foi convertido em ringue do UFC onde a disputa era por uma vaga de estacionamento, um bem aparentemente mais valioso do que se poderia imaginar.

Chumbo Grosso, em sua rotina habitual de conversas com vereadores e populares, foi abordado por um funcionário da câmara que, sem razão aparente, exigiu a remoção do veículo do repórter. A recusa de Chumbo em ceder sua vaga desencadeou uma série de eventos que culminaram com a chegada do irmão do Diretor da Câmara, não para dialogar, mas para agredir o repórter com um capacete de moto.

A ironia da situação é mais que óbvia: um estacionamento público transformado em ringue, um servidor público do Dmip – órgão responsável pela iluminação da cidade – optando por sair no braço com violência em vez de diálogo e ainda ameaçando "apagar" o Chumbo Grosso. E a gestão Dinair Veloso possivelmente ganhando mais uma mancha para sua coleção. Resta-nos perguntar: desde quando uma vaga de estacionamento vale mais do que a integridade física e o respeito ao próximo?

P.S.: Vale mencionar que essa não é a primeira vez que um integrante do Grupo Leitoa dá uma "carreira" no Chumbo Grosso. Em 2020, foi o próprio líder, Chico Leitoa, que botou o repórter pra correr. E olha que eles são aliados! Imaginem se não fossem!

Postar um comentário

0 Comentários